• Raphael Menezes

O que é a terapia infantil?


A Terapia Infantil é uma área voltada especialmente para o atendimento de crianças. Geralmente, nós utilizamos recursos lúdicos para observar o comportamento dos pacientes e trabalhar as dificuldades mais evidentes.


As atividades lúdicas são essenciais a esse processo de diagnóstico, visto que algumas questões subjetivas relacionadas a angústias ou tristezas, sem causa aparente, podem ser percebidas por meio desse método.


Normalmente a criança não tem o discernimento do que sente para falar espontaneamente durante o atendimento. Assim, essas brincadeiras possibilitam a interação com o profissional, de modo que ele encontre caminhos para aliviar o sofrimento e ajudá-la.


Nesse sentido, a terapia infantil é utilizada para identificar os conflitos que estão gerando dor e desconforto. Essa situação afeta o bem-estar não só dos pequenos, como também dos pais ou responsáveis quando não conseguem encontrar uma saída para o problema.

Por meio desses jogos lúdicos, o psicólogo consegue abordar o mundo infantil, considerar as necessidades particulares e as situações especiais de cada criança. O maior referencial é o sofrimento da criança, e o objetivo a ser alcançado é auxiliá-la na busca de caminhos para sentir-se melhor.


Mas porque é importante a terapia?


Os seres humanos aprendem tudo o que sabem ao longo da vida. Esse aprendizado evolui conforme as experiências adquiridas ou de acordo com o que vai sendo demonstrado durante essa jornada.


Muitas vezes as crianças, ainda não conseguem nomear seus sentimentos. Elas não entendem o que significa aquela sensação dentro do peito, pois não sabem diferenciar tristeza de angústia.


Em alguns casos as crianças se fecham, e começam a se comportar de maneira estranha ou diferente. Nessas circunstâncias, os pais ou responsáveis precisam de muita habilidade para perceber que a criança necessita de auxílio.


Por isso é importante buscar ajuda profissional para direcionar condutas mais adequadas ao enfrentamento do problema. Muitas crianças podem necessitar de ajuda, mas não conseguem se expressar ou explicar o que estão sentindo.


Além dos filhos, o acompanhamento dos pais também é importante para auxiliar o tratamento da criança. O envolvimento dos pais nesse processo psicoterapêutico é um dos pontos chave para a reversão dos diferentes problemas familiares.


Portanto, a terapia infantil possibilita estabelecer uma relação genuína com a criança e orientar a conduta dos pais quanto ao enfrentamento desse problema. Inicia-se, então, um processo de mudança comportamental com vistas à promoção da saúde emocional e ao fortalecimento dos laços familiares.


Para essa orientação aos pais temos nosso grupo de apoio GOP, que possibilita trazer aos pais um melhor entendimento do comportamento dos filhos e como melhorar a saúde mental familiar.


Por Leiliane A. Moreira Medeiros CRP: 04/56106

7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo